quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Happy Birthday Google












No 9º aniversário do Senhor do mundo virtual, só cabe a mim louvá-lo.

Dear Google,

Não poderia deixar esta data passar em branco. Logo você, que está presente de tal forma que mal consigo lembrar como era a minha vida pré-Google. Restam apenas vagas lembranças de consultas na Barsa, Larousse. Houve um tempo que eu escrevia cartas à mão, acredita? Acho que por um dia também já tive certeza de que a única pessoa que sabia da minha vida era eu mesma. E ainda precisava esperar horas para o meu clipe favorito passar na MTV - se estivesse com sorte.

Mas, calma aí! Também não estou dizendo que se você não existisse outra empresa não alcançaria o monopólio da internet e nem seria tão inovadora. Provavelmente sim. É que a nossa relação é especial. Bem, Google, você estava surgindo ao mesmo tempo em que eu descobri a internet. Nunca esquecerei a emoção que senti no dia em que escrevi a primeira palavra na sua caixa de busca. Daniela Kopsch.

E quem diria, hoje somos tão íntimos. Você sabe tudo o que eu converso com as pessoas pelo meu gmail. Sabe o número do meu sapato, a banda que eu gosto, a comida que eu aprendi a fazer, a letra da música que achei, o vídeo ridículo que eu vi 20 mil vezes.

Você sabe quem eu conheço, de onde conheço, do que eu gosto, minha cara. Tá tudo ali no orkut. Você sabe que cidade do mundo eu espio de vez em quando no Google Earth e o que eu penso, não penso e escrevo aqui no Blogger. Sabe, não duvido que se você vendesse meus dados para uma agência de marketing e desse uma lista de bônus com as palavras que já digitei no seu site de busca, eu estaria para sempre nas mãos de um traficante de dados.

É por isso, Google, que reflito sobre o seu poder no cybermundo. Se Deus me acompanha lá de cima e tudo vê, você aí por trás dessa tela tudo sabe.

Com carinho,

D.

4 comentários:

bezzi. disse...

O Google faz aniversário junto com meu blog! Parabéns pra eles então. Espero que meu blog um dia vire um Google da vida! HAHAHAHA. Jura, né?

Arrasa na esperança. Beijão.rmoxv

alice. disse...

O que seria de nós sem o Google, não?


hahaha

Felipe disse...

Belo texto esse seu. Bem sacada essa sua idéia. Realmente a Google rege as nossas vidas cybernéticas.

Bom, não tenho certeza se te conheço, mas enfim. Abraços.

Jefferson disse...

Bons tempos de copiar BARSA, Sibrac e Mirador na mão para os trabalhos de escola.

Tá, péssimos. Danke, google. Danke.